16°C 33°C
Porto Velho, RO

Abuso: Energisa corta energia de cliente e deixa família às escuras

O cliente informou que agora vai ter que espera um prazo de 24 horas para outra equipe restabelecer o fornecimento de energia, enquanto isso, sua família, uma idosa de 78 anos, uma criança de 3 anos e um acamado de 45 anos ficam às escuras.

11/07/2024 às 16h25
Por: Redação Fonte: J1 RONDÔNIA
Compartilhe:
Observem a data que a própria Energisa afirma que vai realizar a suspensão.
Observem a data que a própria Energisa afirma que vai realizar a suspensão.

Uma família foi prejudicada nesta quinta-feira (11), momento em que funcionários da Energisa estiveram na residência para realizar suspender o fornecimento de energia. O cliente tentou conversar com os funcionários, mas ficou às escuras com a família.

De acordo com as informações, uma equipe chegou na residência do cliente e após realizar o corte, o cliente foi verificar o que tinha acontecido e se deparou com dois funcionários da Energisa, que apenas perguntaram o nome do cliente e que havia uma ordem de corte para a residência.

O cliente afirmou que tinha um talão de energia em aberto, porém ao tentar explicar, os funcionários de forma ríspida, “entre em contato com a energisa para outra equipe fazer a sua religação”, informou o cliente.

O cliente buscou o papel de energia, momento em que, observou que há sim um reaviso de vencimento, mas a mensagem é clara: "Seu fornecimento poderá ser suspenso a partir de 20/07/2024”. Ou seja, o cliente mesmo estando em prazo hábil, o corte foi realizado.

Observem a data que a própria Energisa afirma que vai realizar a suspensão.

 

Neste momento o cliente procurou a equipe da energisa, porém, eles já tinham desaparecido. O cliente, afirmou que fez buscou nas redondezas a equipe para mostrar que ainda havia um prazo de pagamento, momento em que foi hostilizado.

O cliente informou que agora vai ter que espera um prazo de 24 horas para outra equipe restabelecer o fornecimento de energia, enquanto isso, sua família, uma idosa de 78 anos, uma criança de 3 anos e um acamado de 45 anos ficam às escuras.